sábado, 5 de março de 2016

Anestesiada


Ola meus queridos(as)

Acordei com uma enorme vontade de escrever, sei que ando meio ausente deste nosso cantinho, na verdade acho que ando ausente de inúmeras coisas na minha vida. Sabe quando você esta aqui MAS não esta ao mesmo tempo? Pronto, agora me internam para valer! É uma sensação de dirigir no piloto automático, repetir um ritual sem pensar, tomar banho porque é isso que você faz todo dia SEM realmente sentir aquela água quentinha caindo nas suas costas, o cheiro gostoso do shampoo, o vapor embaçando o espelho... tudo sem gosto, sem cor, e porque não ousar e dizer, sem alma. 

Como se eu estivesse anestesiada, sem sentir nada. Outro dia conversando com o Caiçara ele me perguntou se eu estava triste, não, você esta feliz? Também não... Então você esta sentindo o quê? Caiu a ficha, nada; estou sentindo a "falta" de sentir. Depois dessa revelação, digamos assim, fiz uma análise racional se há alguma razão concreta, também não. Cogitei procurar um psiquiatra, talvez esteja deprimida; mas já sofri de depressão antes e não é isso... quando se esta deprimido você pelo menos sente alguma coisa, mesmo que seja sofrimento, angustia, medo MAS você sente. Será alguma crise existencial tardia dos 40 anos? Sei lá.

O Caiçara faz o seu melhor para me ajudar a atravessar essa fase anestesiada (espero que seja apenas uma fase) onde tudo tanto faz quanto tanto fez, eu que sempre fui tão opinada, hoje estou indiferente, tanto faz se como sushi ou pizza, socorro! 

Espero que essa vontade de voltar a escrever seja o (re)começo, eu acordando deste coma... eu voltando a sentir. 


Um comentário:

  1. Oi que bom que você está voltando com as postagens, fico muito feliz.
    Hoje pela manhã estava conversado exatamente isso com um amigo de como estou anestesiada, simplesmente não sinto nada, para mim tanto faz como tanto fez! Meu marido adicto também tem notado esse meu comportamento por vezes ele até tenta puxar algum tipo de conversa (dizendo que está melhorando do vicio) mas eu percebi que tanto faz como tanto fez e que no caso dele é melhor que nem me conte as suas expectativas, pois não estou nem um pouco interessada. Estou muito assustado, pois sempre fui movida na base da emoção,amor, realizações,sonhos...e hoje não tenho interesse em nada; não acho que seja depressão mas de alguma forma estou me desapegando (até de mais) das ansiedades da vida...só não estou pior (ou melhor) porque tenho meu pequeno para cuidar, caso contrario se eu morresse hoje amanhã seria o segundo dia. rsrsrs bjs

    ResponderExcluir